loader image
/
/
Não caia em golpes na Internet

Não caia em golpes na Internet

Segundo Febraban, 26% das pessoas já foram vítimas de golpes financeiros ou tentativas de fraudes.

Por Franklin Assis

12/05/2023

Imagem Ilustrativa / Freepik

Dados do Radar Febraban de 2022, mostram que 26% das pessoas já foram vítimas de golpes financeiros ou tentativas de fraudes – boa parte deles pela internet. Esse tipo de golpe aumentou significativamente durante e após a pandemia, quando o uso dos celulares e as compras online se popularizaram.

O que ocorre é que os truques usados pelos golpistas se renovam a cada dia, assim como os recursos tecnológicos usados para enganar e fazer com que as pessoas caiam inclusive de golpes bem manjados. Mas essas não são a única explicação. Muitas vezes, entram em cena os chamados vieses cognitivos, ou seja, os atalhos mentais que construímos ao longo da vida e que podem nos levar a tomar decisões equivocadas, como a de clicar em um link mesmo sabendo que ele pode ser falso. (Fonte: meubolsoemdia.com.br)

Por isso é importante sempre estar atento!

Nós aqui do Franklin Assis Advogados Associados, separamos algumas dicas simples, mas bem eficientes para te ajudar a se proteger dos golpes pela internet:

Desconfie de ofertas tentadoras:

Desconfie sempre de promoções imperdíveis, prêmios ou oportunidades de ganhar dinheiro fácil. Na maioria das vezes essas ofertas são falsas e servem apenas para atrair vítimas. Antes de qualquer coisa, verifique se a oferta é real e se a empresa ou pessoa que a está oferecendo é confiável.

Cuidado com links suspeitos:

Muitos golpes são realizados por meio de links suspeitos, que levam a sites falsos ou infectados por malware. Verifique sempre a origem do link e se ele é confiável antes de clicar. Além disso, é recomendável utilizar softwares antivírus atualizados e evitar clicar em links recebidos por e-mails de remetentes desconhecidos.

Proteja suas informações pessoais:

Os golpistas muitas vezes utilizam informações pessoais para enganar as vítimas, como números de telefone, senhas, dados bancários e endereços. Sempre proteja suas informações pessoais e evite compartilhá-las com pessoas ou empresas desconhecidas. É recomendável utilizar senhas seguras e alterá-las regularmente, além de evitar o acesso a sites ou fazer transações financeiras em computadores ou redes de Wi-Fi públicas.

Mas afinal de contas, o que é um golpe?

O termo GOLPE se refere a qualquer situação em que sejam apresentadas informações falsas para tirar vantagem de alguém.

O que fazer ao cair em um golpe pela Internet?

A primeira coisa que você deve fazer é acionar a polícia. Procure uma delegacia e faça um Boletim de Ocorrência, para que a situação fique registrada.

Em seguida, bloqueie cartões de crédito e débito, carteiras virtuais e demais serviços financeiros que você considera que podem estar expostos. Assim você evita, por exemplo, ter seu cartão clonado.

Informe às instituições financeiras, para que elas também fiquem atentas a movimentações estranhas em seu nome. E não se esqueça de trocar as senhas que podem ter vazado. Isso vale para senhas de e-mail, redes sociais, contas bancárias e de qualquer outro site ou serviço. Até mesmo senhas de Netflix ou Uber, por exemplo.

Por fim, avise seus parentes e amigos. Suas informações podem ser usadas pelos responsáveis pelo golpe para entrar em contato com pessoas próximas a você, pedindo dinheiro. Se eles estiverem cientes, não correrão o risco de cair no golpe. (Fonte: serasa.com.br)

Compartilhe essas informações!

Todos direitos reservados a Franklin Assis Advogados associados