loader image
/
/
Mulher acusada de conspirar para assassinar o marido é inocentada pelo Júri em Santa Catarina

,

Mulher acusada de conspirar para assassinar o marido é inocentada pelo Júri em Santa Catarina

O crime foi registrado em setembro de 2012, na cidade de Blumenau; a mulher acusada de encomendar o assassinato foi absolvida na quinta-feira (6)

Por Franklin Assis

07/06/2024

A mulher acusada de conspirar para o assassinato de seu marido foi inocentada pelo Tribunal do Júri em Blumenau, no Vale do Itajaí. Vitor Modesto Canal, a vítima, foi esfaqueado pelo amante da acusada em setembro de 2012, no bairro Vila Itoupava.

Mais de uma década após o crime, o julgamento ocorreu na última quinta-feira (7). O conselho de sentença aceitou a defesa da ré, afastando-a da autoria do homicídio. Segundo o advogado de defesa, Franklin Assis, sua cliente era acusada de ser a mentora intelectual do homicídio triplamente qualificado. O amante, responsável pela execução, foi condenado a 16 anos de prisão em 2014.

A mulher acusada foi detida no início do processo, juntamente com seu amante, no dia 10 de setembro de 2012, em Blumenau. Ela, com 53 anos na época, estava casada com Vitor há seis meses e teria planejado o assassinato com o amante de 46 anos.

De acordo com a investigação da Polícia Civil, o amante era o companheiro “oficial” da mulher, com quem estava há dois anos, antes mesmo de ela se casar com Vitor. Quando a mulher se mudou para a casa da vítima, levou o amante, alegando que ele era seu primo e ele ficou como caseiro da propriedade rural.

Em 1º de setembro de 2012, o amante levou Vitor para uma caçada e o matou com 29 facadas. No dia 10 de setembro, ele confessou o crime à polícia. A mulher, no entanto, negou envolvimento.

Diversas denúncias anônimas indicaram a participação dos suspeitos no plano para ficar com a herança da vítima. A mulher ficou presa por 51 dias, mas depois respondeu ao processo em liberdade.

Todos direitos reservados a Franklin Assis Advogados associados